Título

  • Formação de Professores em Tempos Críticos

Participantes

  • Ana Maria Ferreira Barcelos (UFV)
  • Audrei Gesser (UFSC)
  • Laura Stella Miccoli (UFMG)
  • Rosane Rocha Pessoa (UFG)

 

A mesa redonda será constituída por especialistas em quatro das diferentes dimensões da formação docente: afetiva, inclusiva, pedagógica e social. O debate, centrado em perguntas elaboradas pelo GT e enviadas com antecedência aos membros da mesa terá a duração aproximada de uma hora e meia, com tempo ao final para as perguntas dos ouvintes. Um professor membro do GT mediará a mesa.

Ana Maria Ferreira Barcelos

Possui doutorado em Teaching English as a Second Language pela Universidade do Alabama, EUA, e pós-doutorado em Linguística Aplicada pela Universidade de Carleton, Ottawa, Canadá. É professora titular do Departamento de Letras da Universidade Federal de Viçosa. Tem experiência na área de Linguística Aplicada, com ênfase em crenças sobre aprendizagem e ensino de línguas estrangeiras, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, crenças de alunos e professores sobre o ensino e a aprendizagem de inglês, emoções no ensino de línguas, e relação entre crenças, identidades e emoções. É membro do GT de Formação de Educadores na Linguística Aplicada da ANPOLL. É autora de vários livros e coletâneas sobre crenças no ensino e aprendizagem de línguas, dentre eles Beliefs about SLA: New research approaches, com Paula Kalaja, e, mais recentemente, Beliefs, Agency and Identity in Foreign Language Learning and Teaching, com Paula Kalaja, Maria Ruohotie-Lyhty e Mari Aro.

Audrei Gesser

Possui doutorado em Linguística Aplicada com área de concentração em Educação Bilíngue pela Universidade Estadual de Campinas. Fez estágio na Gallaudet University, EUA. É professora da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência em ensino na área de língua inglesa, linguística aplicada, tradução/interpretação e metodologia de ensino de línguas como L2, pesquisando principalmente os seguintes temas: contextos de ensino e aprendizagem da Libras como língua adicional para ouvintes, formação de tradutores/intérpretes de Libras/Português, interação intercultural/multicultural em contextos bi/multilíngues de minorias linguísticas. É autora dos livros Libras? Que língua é essa? e O ouvinte e a surdez: sobre ensinar e aprender a Libras, pela Parábola Editorial.

Laura Stella Miccoli

Possui doutorado em Educação pela Universidade de Toronto, Canadá e pós-doutorado na Universidade do Estado de São Paulo-Assis. Fundou a Transforma Educacional, empresa social para desenvolver profissionalmente professores de línguas estrangeiras em suas escolas. Atua como consultora e professora do corpo permanente de professores do Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos da Universidade Federal de Minas Gerais e como consultora em educação nas áreas de ensino, avaliação e formação de professores de línguas estrangeiras. Coordena o projeto de pesquisa, intitulado ACCOOLHER (Atividade, Complexidade e Colaboração: Ouvindo e Observando Histórias, Experiências e Reflexões), que investiga os processos de ensino, aprendizagem e de formação de professores de línguas estrangeiras, em diferentes contextos, tendo as experiências como meio de acesso. É autora dos livros Ensino e Aprendizagem de Inglês: Experiências, Desafios e Possibilidades e Aproximando Teoria e Prática para Professores de Línguas Estrangeiras. Organizou os livros Pesquisa Experiencial em contextos de aprendizagem: uma abordagem em evolução e, juntamente com Alex Garcia da Cunha, o livro Faça a Diferença: Ensinar Línguas Estrangeiras na Educação Básica. Suas áreas de interesse são: ensino e aprendizagem de línguas estrangeiras, experiências de professores e alunos nesse processo, formação de professores, avaliação da aprendizagem, complexidade, teoria sociocultural, biologia do conhecer.

Rosane Rocha Pessoa

Possui doutorado em Linguística Aplicada pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-doutorado pela Universidade de São Paulo. É professora associada na Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás, Regional Goiânia. Desenvolve pesquisas nas áreas de ensino e de formação de professores/as de línguas fundamentadas em perspectivas críticas. Organizou, com Julma Borelli, o livro Reflexão e crítica na formação de professoras/es de inglês e, com Eliane Carolina de Oliveira, o livro Tensões e desestabilizações na formação de professoras/es de inglês. É membro do GT de Formação de Educadores na Linguística Aplicada da ANPOLL e pesquisadora produtividade do CNPq. Coordena os grupos de pesquisa Formação de Professoras/es de Línguas e Rede e Rede de formação crítica de professoras/es de línguas do Centro-Oeste, do CNPq, e o grupo de estudos Transição. Foi coordenadora adjunta do Projeto Institucional de Formação Continuada de Professores de Inglês como Língua Estrangeira/Adicional em 2013. Desde 2016, participa do Projeto Nacional de Letramentos: Linguagem, Cultura, Educação e Tecnologia, coordenado pelos professores Walkyria Monte Mór e Lynn Mario Menezes de Souza, da Universidade de São Paulo